sábado, 1 de março de 2014

Carta II

As últimas notícias dela
Soube-se pelas linhas que grafou

Deixou-se tatuar no abdômen uma ampulheta com areia vermelha
Cujos grãos eram-- ao tempo-- indiferentes

Fugiria da teia
Que tecia a aldeia

Sua pele não era negra
Mas imaginava-a como tal

Estava pronto o costume
Para seu dissemelhante carnaval

01-03-2014

Fotografia, setembro de 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário