domingo, 28 de março de 2010

Olhos mendigos

Pediam-se em silêncio
Embaraçados

Indiferentes ao apelo das mãos
Surpreendidos

Necessitavam-se com urgência
Apesar dos labirintos

28-03-10

Despedida do verão

Da torre da pequena igreja

Anuncia o sino

Que o outono se avizinha

Tem-se um domingo de paz

De desbotados verdes

Parece que o relógio parou

Como que compadecido com a metamorfose das cores

28-03-10

sexta-feira, 26 de março de 2010

Travesseiros

Quando desperta-me na madrugada com sua manha de que "nada aspira"
Ela me vira pelo avesso, é uma orgia sem fim e nem começo
Minha fêmea é um poema que respira

26-03-10

sábado, 20 de março de 2010

Hendrix

Um trem,......... enfim

Alma carente de estrada

E as cidades de Blues

Range o aço

Neva e ele ressucita

20-03-10

Papo de portão

Antiácido? Ah, sim! Aceito.
Minha filha precisa ser aprovada.
Eu disse à ela que ela tem de ser famosa
e ganhar muito dinheiro. Ela quer ser escritora.

Quero que ela seja uma celebridade, sabe?

Sei....Meu garoto, por enquanto, deseja ser aprendiz de escritor.

20-03-10

sexta-feira, 19 de março de 2010

Miopia

A gente tira os óculos

Com o pretexto de limpá-los

Pra ver o mundo como ele é


Com eles, o mundo só faz de conta

19-03-10

Das safras

Naquela estrela é tempo de colheita

Vou até lá, apanho algumas sementes
Pra levares na tua carruagem
Junto aos teus sonhos de menina

Eu vou até aquela estrela
Depois, volto pra te buscar

Lá vou encontrar
A felicidade que não termina

19-03-10

quinta-feira, 11 de março de 2010

Perdas e ganhos

Ela acordou ainda de porre.

A primeira coisa em que reparou,
foi no espaço vazio da estante.

Seu mais querido livro....

Lembrou daquela vez em que o vinil
--Concerto para Bangladesh--sumiu para sempre,
depois de uma festa.

Raro LP.

Uma mão amparava a dor de cabeça.
A outra, tateava o piso à cata da calcinha.

11-03-10

terça-feira, 9 de março de 2010

Neither rhyme nor reason

It's my fault, baby
I believe
When you say
That you need me

But I think
you are a fake
And we would try to learn the lessons

Darkness in you
Has to give us a brake

09-03-10

Desígnios

Cartas de maios passados
Musique-as
Para que pairem na leveza do ar

Bilhetes de perfumados setembros
Arrolhe-os
Jogue as garrafas ao mar

Melhor aventurar-se nas correntes migratórias
Do que perecer de solidão nas gavetas



09-03-10

sexta-feira, 5 de março de 2010

Sangue andaluz

Quer partir minhas vidraças
Cravar unhas na carne

Parece um girassol faminto de vida
Roça-se na minha pele com ar de despedida
Pantalha aquecida

05-03-10