domingo, 26 de julho de 2015

Caça

Um som esganiçado anuncia a intensidade da fome

Saliente, mais que a turva luz do abajur
A sombra alada cruza pela cortina

Para alguns, perversa é a beleza da noite
Será  gavião, ou coruja?

Se eu fosse um roedor qualquer
Adiaria meu banho de lua

A sensatez chamaria pelo meu nome

26-07-2015

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Aforismo XXIV

Bud Light

Bud Light  é o ser humano ocidental, adepto aos ensinamentos do budismo
que adoraria tornar-se monge, ou monja,
sem abrir mão do conforto proporcionado pelo sistema

23-07-2015

terça-feira, 14 de julho de 2015

Sílabas das tardes

Entre gretas de uma nuvem
Oferece o sol
O melhor de si como coadjuvante

Das três-marias
Balbucia o silêncio

Ele é devotado à bolinagem
No aconchego das bargas

À mágica da ambrosia
Aos voyeurs suspensos nas paredes

O silêncio deve  lealdade ao sossego

14-07-2015

Fotografia da obra (Deitada nua, de cabelos soltos, 1917)
De Amedeo Modigliani
Julho de 2015

sábado, 11 de julho de 2015

terça-feira, 7 de julho de 2015

Galochas

Libertos de nossa momentânea cegueira
Dona de certos dias ensolarados

Mapeamos
A solidão das cidades

07-07-2015

Fotografia, julho de 2015


sábado, 4 de julho de 2015

H da hora

Na derradeira encruzilhada
Não haverá vencedores

A almejada paz, esperança latente
Assemelhar-se-á
Com uma senhora alada,  vestida de branco

Acolhedora
Abrirá as portas pra gente

04-07-2015

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Haicai

Repleto de "afazeres"
O teatrinho
Dos três poderes

02-07-2015

Aforismo XXI

Inverno :

Inverno é a estação do ano
Em que, durante os vinte primeiros dias, desfruta-se
Daí em diante, até seu final, sobrevive-se

Depois, no verão, bate a saudade

02-07-2015

Fotografia, julho de 2015