quinta-feira, 26 de junho de 2014

A dança

Veste verde-mármore
A negra tez
Quando se enfeita de dourado

Minha razão ela rouba,  de vez,
Se me convida ao tablado

26-06-2014

Fotografia, Junho de 2014

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Dos domínios

Aparentamos moribundos
Nas suas falsas primaveras

Porém, vive em nós
Uma valsa

Sabemos, outro futuro nos espera

Donos do poder
Cobraremos suas farsas

16-06-2014

sábado, 14 de junho de 2014

Descoberta

Até pensei
Que ao me conhecer
Eu encontraria

**********************

Até pensei
Que ao me encontrar
Eu conheceria

14-06-2014

terça-feira, 3 de junho de 2014

Como a leveza do branco

Que ela me mata suavemente
Confesso

Ela pergunta-me o porquê
Eu desejaria não ter respondido

Há coisas inexplicáveis

Como a instantaneidade dos acasos
Como o universo sem verso
Como a perfeição daquilo que o homem julga imperfeito
Como a relatividade da beleza

Como os caminhos da renda em seu vestido
Como o nada que se abriga na poesia

03-06-2014

Fotografia, Junho de 2016