terça-feira, 27 de setembro de 2016

Bob Dylan

Ele
Emite sons

Como aqueles
De um cão ferido
Mutilado

Canta a ausência, a falta

Pra onde a viagem  nos leva
Desde os anos 60
Ele soube

Geme, amordaçado, recluso na cidade
Depois de ter sido como personagem de Kerouac

Ele sorri como alguém
De tarefa bem terminada

Vejo seu rosto
Tomado de nossas cicatrizes
Indispensáveis

Poucos não perecem
Dylan é um deles

************************

Sounds

Like a wonded dog, mutilated
Sings the absense, the lack

Where the journey take us
Since the 60s
He knew

Groans, gagged
Recluse in the city
After being as Jack Kerouac

He smiles as someone
Well completed task

I see his face
Making ours scars
Essentials

Few not die
Dylan is one of them

27-09-2016

domingo, 25 de setembro de 2016

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Ipê-gente

Sorri pra mim
a jovem flor de Ipê-roxo

Apesar de
estatelada no chumbo da calçada

Como poderia chorar
se namora tal pano de fundo

E tem como algoz a chuva amante

A lhe banhar o corpo nu
na madrugada...

06-10-2013, 23-09-2016

Fotografia, outubro de 2013

domingo, 18 de setembro de 2016

sábado, 3 de setembro de 2016