segunda-feira, 28 de março de 2011

Ao menos, aparentam

As primaveras estão mais próximas da felicidade

28-03-2011

Atemporal ( Tributo )

A cada gemido da guitarra
O pontaço de uma lança

Um tributo ao prazer
Feitiço em forma de dança

Hipnose a brotar das cordas ciganas
Blues contra preconceito sacana

28-03-11....para Albert King(1923-92)

domingo, 27 de março de 2011

Gozo com mel

Pãozinho de forno à lenha, manteiga e queijo da colônia
Leite do meio da serra

Geleia de figo, aromacafé
Ma.....(Cio das Mãos).....mão.

27-03-11

sexta-feira, 25 de março de 2011

Velocidade da flor

Leve como a pluma
Gestos de bailarina

Aquece-se a atleta matutina
Moldada mulher
No ventre da densa neblina

Revelada a obra prima
Em carne e osso esculpida

Traspassa o ar a rosa tatuada
A correr
Mais veloz do que a vida

E do chão que ela pisa
Brotam versos de preciosa rima
Onde poetas bebem vocábulos
Como água de fonte cristalina

25-03-2011

Das (dispensáveis) Respostas

Se,um dia, perguntarem (se poeta, eu sou)

Diga que você não sabe


Eu, também, não o sei

Quem eu sou, na verdade

Ainda não desvendei

25-03-11

Poemenino(a)

Quando crescer, eu quero ser Itaúba

25-03-2011

Fotografia, março de 2011
(Google)
Mezilaurus Itauba



25-03-11

Cortina

Ao brilho das(quase) Esmeraldas

apArta-me o peito em voal...

25-03-11

Piscina

Você em mim(água)

25-03-11

quinta-feira, 24 de março de 2011

Desejo

A noite tece em mim, espero que ela teça em você

24-03-11

Filetes

Quando a vidraça chora no outono, parece que a casa saboreia o abandono

24-03-11

Dicionário

Ortodontia: Parte da odontologia que estuda as formas de corrigir as deformações congênitas ou acidentais dos dentes.

Sinônimos:Ortodontosia e "No dos outros é colírio".

24-03-11

anständiges Brot

Um den See höre Ich die Gitarre spielen
Blues auf der Speisekarte steht

Als Nachtisch gibt es Schnee, den Ich aus dem Himmel bestelle
So reist die heitere Seele

24-03-11

quarta-feira, 23 de março de 2011

Pentelha

Madrugada
Três horas e dezenove minutos

Encrava a palavra na mente

Ela quer brincar
De briga de travesseiro

23-03-2011

terça-feira, 22 de março de 2011

Salgado e doce

São mais doces os enlevos pra você
Porque a espontaneidade é minha doceira
Ela adoça com seu sorriso
Trata o amor à sua maneira

Quando faz quitutes salgados
Usa suas lágrimas como tempero
Pra me deixar com gostinho de mar
E o sal, cheio de inveja no saleiro

Como se explicar preciso fosse
A diferença entre salgado e doce

22-03-11

Minúscula cidade

Farfalhar de folhas, grilos, latidos de um vira-lata
Mordidas da tesoura do jardineiro

Cigarras, cujo canto não mais zizia
Pássaros sonolentos

Inação de janelas descerradas
Um gemido de La Belle D'Jour


22-03-2011

Diário de bordo de um capitão alienígena I

Mais raros que nossas naves são os automóveis nos campos de cima das serras

22-03-11

segunda-feira, 21 de março de 2011

Ainda uma criança

Bem, Senhor Presidente
Tenho nas mãos, somente, uma caneta
E um papel, em branco, não reciclado

Uma queixa
Pra Vossa Excelência
Pegar menos pesado

No mundo, tem cidadão que perde pra bixo
Faz cocô na calçada
Onde ganha seu pão no lixo

Senhor, tem seus falcões de guerra
O famoso protocolo
Mãe com filho no colo
Que talvez nem pise na terra

E, lá no seu império
Nas alcovas, o sistema ensina
Como ficar mais perverso
Até a próxima chacina

Quem menos polui, fica mais pobre
Mas vamos em frente
Que o Samba é nobre

Ah! Senhor Presidente:
Se poesia fosse verdade
Eu chegaria à maior idade

21-03-11

Mundo

A curto prazo
A poesia não altera seu quadrado

Pode mudar o redondo
A prazo longo

21-03-11

domingo, 20 de março de 2011

O baile II

A borboleta parte no trem que vai pra primavera
Segue para o lugar
De onde vem os instrumentos da jovem orquestra de canários

20-03-11

sábado, 19 de março de 2011

Pode ser a sua

A pessoa amada está nos parques
Cinemas teatros bares automóveis
Escadas rolantes restaurantes chiques--outros, nem tanto--

Ela habita puteiros
Saraus festas familiares
Conventos internet programas de TV
Sarjetas viadutos

Está no caminhar da vizinha
Na face de toda gente
Na campainha do telefone que não toca
Na carta sem nome do remetente

19-03-11

Spitze Vorstellung

Aus Fenster blümt
Sieht Man Gelb, Rot, Blau, Weiss und noch Grün

Verabschied sich Der Sommer
Mir ist halb so schlimm

19-03-11

sexta-feira, 18 de março de 2011

quinta-feira, 17 de março de 2011

terça-feira, 15 de março de 2011

Samba falcatrua

Mulher bonita
Dispensa excesso de maquiagem
A pele mostra por fora
De dentro vem a bagagem

Não sei se é o seu caso
Nem ando com desgosto nenhum
Aprendi em roda de samba
Melhor só que com 171

Por isso lhe olho de quina
Tenho pêlo de gato escaldado
Melhor bancar o indiferente
Que sambar de sapato trocado

15-03-11

Poema extraviado

Como um país sem governo
Como o sapato da Cinderela
Como um ricaço carente
Como musa sem poeta
Como bebê na lixeira
Como poeta sem musa
Com um mendigo
Como uma lágrima falsa

15-03-2011

segunda-feira, 14 de março de 2011

Ambrosia

Além de imortais, os Deuses do Olimpo
Tinham a fórmula da felicidade(simplicidade):

Ovos, leite e açúcar

14-03-11

domingo, 13 de março de 2011

Vice e Versa

Se, o que ele sente por você é pena
E,por isso, ele lhe machuca
Você não é o doce dele
Ele não é seu mestre cuca

Se, o que ela sente por você é piedade
E, por isso, ela lhe usa
Você não é o poeta dela
Ela não é a sua musa

13-03-11

sexta-feira, 11 de março de 2011

Rumos

A cada cem metros, um boteco ao norte da avenida

Ao sul uma farmácia, de cinquenta em cinquenta

Cada um com seu remédio

11-03-11

quinta-feira, 10 de março de 2011

Desassossego

Melhor seria andar disperso

Pra encontrar a poesia de verdade

A ficar no aguardo de um verso

Como um ato de caridade

10-03-11

terça-feira, 8 de março de 2011

Lapsu

Meu personagem é fogo de sexta-feira
Ardida brasa em Open bar , até na quarta

Em cinzas, imposto a viver

08-03-11

domingo, 6 de março de 2011

Invisível

Ali está ela, inquieta
Mesclada aos múltiplos tons de rosa e ao branco da Quaresmeira

A poesia

06-03-11

sábado, 5 de março de 2011

Avenida

VAI-VAI, Maestro

João Carlos Martins

Derrama esta Força, este Samba

Essa Alegria em mim

05-03-11

Último desejo

O tio da Raquel e da Carolina sempre foi de fazer troça de tudo.

Na cama, moribundo, comunicou aos familiares:

"No meu velório, sepultamento ou cremação, vocês não precisam comparecer".

"Nem preocupem-se comigo, pelo simples fato de que eu não vou estar lá".

05-03-11

quinta-feira, 3 de março de 2011

Punk

Quem cuida de jardim não guarda energia suficiente pra malhar na academia

03-03-11

Tamoeiro

No lugar de onde eu venho, dizem, a pessoa que fabrica pipas de vinho chama-se Tamoeiro.Não sei se está correto, pois os dicionários fornecem uma informação diferente.

As pipas eram feitas de Acácia, uma árvore de peculiar madeira, a qual cresce nas margens dos rios da região.

A madeira da Acácia, quando molhada, incha. Ela absorve o líquido, seja água ou vinho, impedindo que escorra pelas frestas do barril. Ao redor do barril amarra-se uma cinta de aço, para evitar que as lâminas de madeira se desprendam e o conjunto se desintegre.

Ainda guardo um baldinho feito artesanalmente com essa madeira. Toda vez que olho pra ele, lembro de um poço, de uma casa e de um jardim.

03-03-11

Minhocas

O pensamento afoito alimenta-se de vírgulas

03-03-11

quarta-feira, 2 de março de 2011

Multidão

Entre o confete e a serpentina, chora o palhaço...

02-03-11

Um livro sem epílogo

Pastel de feira, sonho com recheio de marmelada
Bife, dois ovos e arroz, no centro acadêmico

Na porta da noite, as meninas do ap. da André da Rocha
O projeto Pixinguinha, MPB4, João Nogueira, Clementina


A festa não termina
Cervejada, incursão a pé pelos bares do Bonfim

Sopa no Treviso, mercado público
Esperando a cidade despertar

Será que sai churrasco amanhã(sábado)?
Depois, roda de samba até...

02-03-2011