segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Ousar(se)

Que se abram as janelas
Pra observar o novo que desfila

Enquanto luz, acreditar

Abolir a estática de não sorrir
De, eternamente, adiar

Esconde uma cilada o verbo iludir(se)

24-10-11

sábado, 22 de outubro de 2011

(Deli) cadência

Tem coração que é cuidadoso no compasso

A gente gostaria de tê-lo por perto
Parece oásis em deserto

É coração que segue a cadência das palavras bonitas
Independente do idioma, a percussão traduzida é sempre a mesma:
Delicadeza

Outro coração, outro poema

22-10-2011

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Mãos da primavera

Do seio da névoa, um tímido piar
Depois música, letra..........música e letra
E com a luz, o sabiá

Que dia! Veste um manto de causar inveja aos demais

Os ponteiros do relógio repartindo-se em pequenos flocos
Pra serem degustados lentamente, como sorvete de chocolate

20-10-11

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Aprendiz

O Blues é professor
Tudo o que vem, um dia se vai
Quem escuta é aprendiz

Quando a mulher quer, envia sinais
Chama, dá a entender com arte, despede-se
A letra dele é quem diz

19-10-11

domingo, 16 de outubro de 2011

Pretinha

Pra se tornar íntima da chuva
Na cinza manhã
Ela veste pretinha


Sua pele namora o jeito do dia
Vê nela a mais fina uva

16-10-11

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Palcos móveis

Onde está o chão, onde está?
Estará sob os pés da cantora que flutua?

Dentro da gente, na palavra não pronunciada
Nos sonhos inatingíveis

Onde está o antídoto, dentro da gente estará
Este resto de céu...

13-10-11

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Dos lubrificantes para os olhos

Oportuno fiapo de linha branca, instalou-se na preta e longa meia
Curso de rio, desenhado pelo dedo indicador com nascente no entre coxas

Que tipo de fêmea é essa...

12-10-11

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Die Engels

Levitam.............................sie erheben sich
Falam de cinema.....................reden über Kino
Soam feito música seus nomes........ihre Namen klingen als ob Musik wären

Tem mais encantos que as sereias...... bezaubernder als Sirenen

Embelezam o mar da Bahia................schmücken Bahia's Küste
Anjos da guarda das baleias.............. Schützengels Der Walfische

07-10-11

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

O bar do Aldo

O bar do Aldo é exclusivamente fechado
Não por selecionar a clientela, mas por tratar-se de um ambiente sem janelas

Na popa, trabalham duas hélices
São as escravas da churrasqueira

Na cozinha tem sopão
E
Um caderno pra receber poesia, do outro lado do balcão

Na proa, rola carteado
A tripulação escapa pela frente, quando o mar fica agitado

Sobra lá dentro o Aldo, faceiro ao timão pendurado

03-10-11