segunda-feira, 25 de abril de 2016

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Feixes de blues

De modo difuso
As luzes
Adentram na mata

Pouco a pouco
Confessam segredos

Vão driblando todas as solidões

20-04-2016

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Impulso

Trinta mil rotações por minuto
No meu mundo imaginário

Giro
Anti-horário

Anseio
Que você me rastreie

Que me abocanhe
Com sua arcada fatal

Lobo marinho, foca
Desatento, nado na superfície

Sou caça
Sua vítima
Iguaria sem igual


14-04-2016



terça-feira, 12 de abril de 2016

domingo, 10 de abril de 2016

domingo, 3 de abril de 2016

Pegadas de abril

Na ausência de versos, dos breves textos, da poesia
Imagens confortam-me

Nelas busco refúgio, esperançoso
Mesmo que as cores, naquele instante, não estampem meu interior

É quando, de certa forma, atravesso o espelho das horas
Viajando de carona na resignação

Ciente de sua raridade
Confio no inesperado, habitante das estradas vicinais

Ele é um  retrato em branco e preto, no qual a gente lê colorido

03-04-2016

Fotografia, abril de 2016