sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Errantes

De que servem algumas palavras no crepúsculo
Se elas não abrandam teus suores

Imprecisas setas
De ababelados cupidos

Antes omiti-las

Vigiá-las nos alforjes
Até a madrugada, ao menos

15-01-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário