domingo, 11 de janeiro de 2015

Penúltimo parágrafo

Abrigou-se o tempo na fuligem

Deu lugar ao volátil o sólido
Naturalmente

Ludibriaram-se os anseios
Nos labirintos dos ocasos

Enorme era o obstáculo
Para um eu te quero

Até que houvesse um afago
Da fresca brisa do amanhã

11-01-2015


Um comentário:

  1. ...e que venha mtos paragrafos, e mtos amanhãs!

    ResponderExcluir