domingo, 20 de abril de 2014

Jabuticabas

O domingo lamenta-se
Parece um cantor andaluz

Na cidade não rola jazz
Tampouco jam sessions de blues

De repente, ela chega

Tão linda que, sem saber bem o porquê
O final de tarde pede perdão

Seus olhos tem a cor da jabuticaba madura

Vestido solto ao vento, salto alto
Pele de seda pura

Traz no peito a quietude da mulher inquieta

Seus desejos alimentam versos
Para que a noite descortine-se em festa

10-11-2012 + versos de 20-04-2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário