terça-feira, 24 de junho de 2008

Saga

Toda vez que o mar
beija a areia de Tambaba
o amor agradece

Parece saga de Netuno

Da primeira vez
deixou crescer uma palmeira
no rochedo dentro do mar
para eternizar o momento

Sabe tudo este Deus
que vive dentro das ondas
vem e volta com as marés
como se fosse um amante latino...

24-06-08

Nenhum comentário:

Postar um comentário