terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Versos alados

I

Como os seus, meus versos
vibram com jogadas diamantes

São servos
do verde da natureza

das tramas humanas, um retrato
do mal, ou do bem

II

Meus versos, como os seus
buscam as goleiras como  saída

São dados

Lançados
no jogo da vida


III

Mesmo após o apito  final
aos momentos bons
brindaremos

Inclusive
aos que se perderem pela linha de fundo


IV

Como os seus, meus versos
buscam o descanso nas redes

São folhas ao vento no outono

Neste
ou em qualquer outro mundo

13-12-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário