quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Dos enganos

A mulher
Que você diz ser insana
E imagina desiludida

Pra seu desprazer
Não deseja
Outra vida

Encanta-se com luares
Arranjos de jardins
Parece saborear
Felicidade sem fim

Se uma onda ergue-se
Aprumando sua crista
Pra ela é sintoma
De fascínio à vista

03-12-2014

Fotografia, dezembro de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário