sexta-feira, 1 de maio de 2015

Canteiro

Semente sequestrada
Chega misturada
Com terra de jardim

Olho pra você, ai de mim

Acorda, todo dia, estrangeira
Na rica terra adubada
Ouro sem versos, sem nada
Além de inço e capim

Chamo, você não responde
Milho de beira de estrada

Perto de mim fez morada
Olho pra você, ai de mim

01-05-2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário