terça-feira, 5 de maio de 2015

Bilhete na garrafa

Dissipa-se a névoa
Quase desapercebida

De tanto escutar
Aprendo o canto dos pássaros
Eles fogem da gélida areia da borda do mar

Surgem as estrelas, outrora, ocultas
Recém polidas, nos braços do sol

Flutuo, de onda em onda, à mercê das marés

Imito-lhes o voo
Migro para longe dos tentáculos polares

Dou ouvidos ao meu coração tropical

05-05-2015




Nenhum comentário:

Postar um comentário