sexta-feira, 6 de março de 2015

Por onde anda o acaso?

Você tem andado por aí
De esquina a esquina reina o deserto

Cheira todas as flores dos jardins
Menos a sonhada
Que você desejaria, estivesse perto

Seus lábios repetem: "Quem sabe aconteça na beira do mar"
Saguão de aeroporto
Num bar
No plim! da mensagem seguinte

Eles parecem uma estação de rádio
Carente de ouvintes

Você não dorme direito
Gostaria de ser outra pessoa
Porque feitiço de amor-perfeito
Não se desfaz, assim, à toa

06-03-2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário