quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Sem leme

Destaca-se uma  folha do caderno
Dobra-se, moldando um barquinho
Solta-se no riacho
Não se sabe que destino terá

A poesia é assim...

26-02-2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário